Sobre a prova

Num belo dia, num treino pela tardinha, passámos pelas arribas entre as Praias da Samarra e de S. Julião enquanto o Sol se ia preparando para mergulhar no oceano. Este cenário poderia muito bem ser o de uma Prova realizada num horário tal que permitisse partilhar com a maioria dos participantes um espectáculo natural que todos os dias se repete, mas que é de uma beleza ímpar. Claro que tudo fica muito dependente das condições climatéricas que se registarem no dia escolhido, mas vale a pena tentar.

Foi isto que esteve na génese do Trilho das Lampas.

O horário da Prova, 19,30h assenta nesta perspectiva, sabendo-se que a última metade do percurso, para muitos, terá de ser feita de noite. Daí a necessidade de usar frontal para iluminar o caminho.

São 20 Km de pisos bastante diversificados : começa na relva, passa por asfalto, terra batida, carreiros de pedra, travessia de riachos, barro e lama, lajes escorregadias, areia, declives descendentes e ascendentes.

Logo na 1ª Edição, em 2013, fomos surpreendidos por uma procura muito acima daquilo que esperávamos. João Ginja e Lúcia Falé, foram os vencedores . Na 2ª, em 2014, fomos convidados a integrar o Circuito Nacional da ATRP , o que nos deixou bastante orgulhosos. Desta vez foram Luis Semedo e Cristina Ponte , os vencedores entre 585 atletas que concluíram a prova. Sublinhe-se que limitámos a 600 o número de inscrições. Contra a nossa vontade, muitos tiveram de ficar de fora. A 3º Edição voltou a fazer parte do Circuito Nacional de Trail, foi concluída por 795 atletas e teve como vencedores, José Gaspar e Patrícia Carreira.

A 4ª Edição foi ganha por Mário Fonseca, que com esta vitória ganhou o direito a integrar a Selecção de Portugal no RedBull Dollmitenman, realizado na Áustria, tendo, a vitória, no sector feminino, pertencido a Inês Marques.

A 5ª Edição, desta vez parte integrante da Taça Nacional de Trail - Região Sul, contou com a presença de 758 atletas, tendo sido ganha por Luis Semedo e Margarida Amaro respectivamente nos sectores masculino e feminino.

A 6ª Edição, agora fora dos circuitos de provas da ATRP, continuou a contar com boa participação dos atletas (registando um aumento substancial de participantes na caminhada), registando 598 atletas à chegada, tendo sido ganha por Hélder Grosso e Margarida Amaro

A 7ª Edição, integrou o circuito Lisboa Trail da WeRun, e fizemos pela primeira vez alterações significativas no percurso, aumentamos ligeiramente a distancia da prova principal para 24Km, e criámos uma prova mais curta, com 15Km. Pretendendo assim aumentar a diversidade da oferta, e proporcionar aos nossos visitantes habituais novas experiências, como uma aproximação diferente à zona de chegada, mantendo a identidade da prova e os ex-libris mais conhecidos. Num dia e noite com condições meteorológicas excelentes, voltámos a merecer a confiança dos atletas, com 325 Atletas classificados na prova de 24Kms (Ganha por José Gaspar, e Salete Tavares), e 454 Atletas na prova de 15Kms (Ganha por Nuno Carrasqueiro, e Anabela Carvalho).

Para a 8ª Edição, agendada para o próximo dia 9 de Maio de 2020 à hora habitual, optámos por retomar a condição de prova independente, aprimorando a solução encontrada para a 7ª edição, com trilho de 24Km, 15Km, e Caminhada. Deveremos fazer algumas afinações aos percursos das provas, que continuarão a ter marcações ao nível que temos habituado os atletas. Esperamos que, mais uma vez, seja preenchida com uma invejável adesão de atletas, simples corredores ou caminheiros, que irão visitar, neste Trilho, interessantes e bonitos lugares “escondidos” no meio do Parque Natural Sintra-Cascais em que estamos integrados.

Como sempre, o nosso compromisso é fazer tudo o que pudermos, para não decepcionar todas estas pessoas que confiam em nós e que tanto gostamos que nos visitem.